Buscar
  • Grupo Ecar

Como implantar benefícios flexíveis na sua empresa?

Uma das tendências que sempre está em alta para o mercado de Recursos Humanos são os benefícios flexíveis.


Os benefícios flexíveis surgiram nas empresas norte-americanas na década de 1970, enquanto no Brasil é um conceito novo e poucas empresas brasileira oferece benefícios flexíveis a seus funcionários.


Os benefícios constituem uma parcela significativa da remuneração total, constitui um pagamento financeiro indireto a um empregado. As organizações, ao disponibilizar esses recursos, buscam atrair os melhores profissionais e são um dos fatores determinantes da aceitação de ofertas de emprego, ajudam a empresa a manter uma posição competitiva favorável no mercado e atrair e reter novos talentos.


Confira a seguir os principais passos para implantar os benefícios flexíveis.


Como implementar benefícios flexíveis na sua empresa?


Antes de tudo, o RH precisa entender completamente como os benefícios flexíveis funcionam. Para isso, pode ser útil entrar em contato com empresas que já possuem essa experiência, pois a experiência com o processo de flexibilidade ajudará no entendimento das melhores práticas.


É importante ressaltar que as políticas de benefícios devem estar alinhadas aos propósitos de ambas as partes: empresas que buscam aumentar os níveis de satisfação e comprometimento dos colaboradores e colaboradores que buscam benefícios que atendam às suas necessidades individuais, além de um ambiente de trabalho mais satisfatório.


Defina os objetivos da sua empresa e comece a pesquisar


Examine todos os dados e realize simulações que permitam definir possibilidades de flexibilidade, esta pesquisa exige consultar fornecedores de produtos e serviços e obter orçamentos e contratos, além de formular todas as políticas.


Envolva as áreas necessárias


Depois de entender os objetivos e necessidades da sua empresa, é hora de envolver certas áreas de sua organização, como a lei, geralmente sindicatos e fornecedores.


Alguns auxílios são legalmente obrigatórios ou acordados pelo sindicato e, portanto, não podem ser considerados um benefício concedido pela empresa. Outros precisam ser definidos ou negociados com o sindicato.


Colocar o plano em ação


Uma vez que todo o processo é projetado, é hora de fazer o programa funcionar.

Neste ponto, a equipe relevante realizará a configuração e customização da plataforma, bem como a aprovação e testes.


Comunicar claramente


A comunicação é um ponto chave em todo o processo de implantação de benefícios flexíveis. Os funcionários precisam entender completamente do que se trata e como o sistema funciona. Se a comunicação não for bem planejada e executada, os resultados podem ser severamente afetados.


Medida de resultado


Vale lembrar que gerenciar todos os dados (seja quantitativos ou qualitativos) é muito importante quando o assunto é benefícios.


Os recursos humanos sabem que uma parcela significativa do orçamento de uma empresa é destinada ao pagamento das contas geradas pelos benefícios. O seguro de saúde pode incorrer em custos adicionais se não for bem administrado.


Por isso é importante ser bem administrado e contar com bons profissionais para realizar esse trabalho, sempre com base em dados mensurados para a tomada de decisões estratégicas.


Gostou desse assunto? Baixe nosso e-book gratuito para se aprofundar mais no tema.


Já pensou em implementar benefícios flexíveis em sua empresa? Entre em contato com nossa equipe de especialistas e saiba como.
8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo