top of page
Buscar
  • Grupo Ecar

Exame admissional: etapas básicas que você precisa saber

O processo de contratação de um funcionário pode ser complicado, e existem várias etapas que exigem a atenção do RH. Uma delas é o exame.


Como qualquer tarefa burocrática, levanta muitas questões. Neste artigo, você tem a oportunidade de abordar todas essas questões e ganhar mais segurança para garantir que não haja problemas com a lei.


E, o mais importante, confie na capacidade do funcionário de se relacionar com a função desejada.



O que é o exame admissional?


É um exame médico que é administrado quando um funcionário é contratado.


Isso é obrigatório nos termos do artigo 168 da CLT, além de verificar se o novo funcionário pode desempenhar as funções que lhe são atribuídas e que essas funções não prejudicam sua saúde ou outros contribuintes.


No exame, são avaliadas as características físicas e mentais.


Qual a importância dos exames de admissão?


Pode incorrer em alguns custos para a empresa, mas traz alguns benefícios tanto para a empresa quanto para os funcionários.


Para empresas


Garantir o desempenho das funções atribuídas

O principal objetivo do exame é demonstrar à empresa que o novo funcionário é competente para desempenhar todas as atividades relacionadas ao seu cargo. Isso evita uma série de problemas para a empresa, como absenteísmo e redução de produtividade.


Além disso, caso seja identificada alguma doença crônica ou deficiência no vestibular, o médico poderá orientar a empresa sobre a melhor forma de incorporar os profissionais, adequar o ambiente de trabalho e/ou as atividades desenvolvidas.


Tudo isso garante uma melhor integração da equipe, bem como maior engajamento, produtividade e fluxos de trabalho mais suaves.


Evita problemas na justiça

Como já foi dito, o exame admissional é obrigatório pela lei. Então a primeira vantagem de realizá-lo é evitar dores de cabeça com processos trabalhistas, multas, entre outros.


Caso um colaborador adquira uma doença, por exemplo, ele pode justificar dizendo que isso aconteceu durante o período de trabalho na empresa e, sem o exame admissional, não há como provar que ele está errado.

Para colaboradores


Proteção legal

Em primeiro lugar, a revisão é a garantia de que a empresa está agindo de acordo com a lei.

Portanto, se algum acidente ou doença ocupacional for descoberto no ambiente de trabalho, não há problema para o empregado tirar folga.


Valorização pessoal e qualidade de vida

Após a realização do exame, os funcionários também podem trabalhar em seus novos cargos sem se preocupar com a saúde e contar com o apoio da empresa.


Notavelmente, isso é especialmente importante para pessoas com sensibilidade à saúde mental ou física, como aquelas com doenças crônicas, deficiências e mais.


E depois do exame?


Após o vestibular, o Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) foi encaminhado para a empresa e a empresa já conseguiu entrar em contato com o funcionário para firmar um contrato de trabalho e ele passou a fazer parte da equipe.



5 visualizações0 comentário
Post: Blog2_Post
bottom of page