Buscar
  • Grupo Ecar

Planos de saúde preveem reajuste maior do que 15%, entenda o porquê.

Com a espera pela divulgação do índice de reajuste dos planos de saúde individuais e familiares pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), operadoras preveem reajuste acima de 15% após relatarem gasto médico-hospitalar recorde.


A Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) estima que a ANS autorize um reajuste de 15,7%. A Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge) chegou ao índice de 15,8%.


Levantamento recente feito pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) revelou que a variação de custos médico-hospitalares (VCMH) das operadoras foi de 27,7% nos 12 meses encerrados em setembro de 2021, um recorde na série histórica iniciada em 2007.


No início da pandemia de covid-19 e do isolamento social, as pessoas deixaram de consultar médicos e hospitais, e adiaram exames mais caros e cirurgias eletivas (não emergenciais). Como resultado, os custos dos planos de saúde despencaram. Em setembro de 2020, o VCMH calculado pelo IESS foi negativo pela primeira vez (-3,6%).


Em março de 2021, as taxas das operadoras aumentaram novamente. À medida que as vacinações avançam e a sensação de segurança aumenta, as pessoas não evitam mais consultórios médicos e hospitais.


Na composição dos custos de saúde, a hospitalização tem o maior peso (63%), em seguida as terapias com (13%), exames (11%), outros serviços ambulatoriais (7%) e consultas (6%). Em todos itens, o custo per capita aumenta entre setembro de 2020 e setembro de 2021.


A ANS informou em nota que o percentual máximo de reajuste para planos individuais ou familiares está sendo calculado e será divulgado quando o Ministério da Economia concluir o cálculo. O percentual deve ser divulgado entre maio e julho.


O Grupo Ecar realiza todo estudo e negociação para que sua apólice do plano de saúde se mantenha saudável e equilibrada financeiramente. Fale conosco e saiba mais sobre a possibilidade de reduzir sua sinistralidade oferecendo qualidade de vida aos seus colaboradores.
3 visualizações0 comentário